terça-feira, dezembro 13, 2005

FALSAS HERANÇAS

Cavaco fala muito da herança que herdou, mas omite a que deixou.

HERANÇA NUMERO 1

Cavaco Silva repete à exaustão que herdou, em 1985, uma situação de 50 mil pessoas com salários em atraso, fruto de uma profunda recessão económica. É verdade.

Mas Cavaco Silva esquece-se que quando ganhou o congresso da Figueira da Foz e provocou a ruptura do Governo de bloco central em 1984, aparentemente por discordar de uma comum candidatura à presidência da República, já se conseguia cheirar no horizonte os aromas da retoma. E que retoma...

Citemos o economista Silva Lopes:

“Graças a estas medidas, os objectivos fixados para a balança de pagamentos correntes foram rapidamente excedidos por margens significativas. (...) O acordo estipulava que o défice dessa balança deveria descer de 3245 milhões de dólares em 1982 para 2000 milhões em 1983 e 1250 milhões em 1984. O que de facto sucedeu foi que se chegou a 1645 milhões em 1983 e a 625 milhões em 1984”.
(A economia portuguesa depois do 25 de Abril)

Ou seja,

O país foi apertado com o segundo programa de austeridade do FMI de 1983-84.
Esse esforço foi feito por um Governo PS-PSD, chefiado por Mário Soares.
Esse programa serviu, em parte, para solver os graves problemas que o ex-ministro das Finanças de Sá Carneiro, o próprio Cavaco Silva, deixou ao aplicar os programas eleitoralistas de Sá Carneiro de 1980.

E quando tudo está já a melhorar, quem vem colher os louros? E que louros:

Apenas a melhor conjuntura de ouro de sempre:

1) queda do preço do barril do petróleo para metade;
2) forte depreciação do dólar
3) adesão à CEE que trouxe rios de dinheiro, aliás desbaratados (já se esqueceram do FSE? aquela formação profissional que Cavaco tanto apregoa agora)
4) melhoria dos termos de troca com o exterior de 15%
5) Por isso, houve uma subida de 45% das importações sem que se tivesse provocado uma subida da inflação ou provocar um défice da balança
6) Uma política orçamental expansionista.

HERANÇA NUMERO 2

Passados dez anos, o que deixou Cavaco? Não se recordam?

1) Lembram-se como os Governos Cavaco negaram sempre que a recessão vinha aí? Portugal era o oásis... de Braga de Macedo; Como foi que não leram os sinais? Não quiseram porque politicamente era mau negócio dizer que a recessão vinha aí... Cavaco confessou-o mais tarde...
2) Só que essa cegueira levou muitos empresários a investir quando o mercado se estava a retrair;
3) Como se não lhes bastasse, a sua situação foi asfixiada ainda mais com uma política cambial de escudo forte; as exportações tornaram-se mais caras no exterior... as vendas caíram;
4) As empresas começaram a fechar. Lembram-se? Todos os dias havia uma... A polícia era mandada para as fábricas...
5) A recessão estalou as portas da economia e provocou o desemprego... Foi o tempo dos pacotes que não tinham qualquer conteúdo real...
6) E a recessão trouxe... um buraco nas receitas fiscais de 500 milhões de contos que não estavam previstos no Orçamento, porque o Governo não quis dar parte fraca, não quis ser prudente. Jogou politicamente que a retoma iria chegar a todo o momento. Aliás, como o fez mais tarde Manuela Ferreira Leite com Durão Barroso, mas que nesse tempo estava no Ministério das Finanças de Cavaco. Há coisas que o PSD não quer aprender...
7) Quando o Governo Guterres entrou em 1995/6, lembram-se que uma das primeiras medidas foi o famoso Plano Mateus, para salvar as empresas. Porque seria? Esquecemo-nos já? E que a política passou a ser o diálogo. Porque seria? Esquecemo-nos?

Não queira herdar mais nada...

2 Comments:

Blogger Arrebenta said...

http://great-portuguese-disaster.blogspot.com/

LÉSBICA, MONÁSTICA E COMUNISTA

A convite deste espaço, brevemente, teremos a colaborar, entre nós, a Irmã Antónia, do Carmelo de Santa Perpétua de Tusa.
Farta do voto de silêncio, decidiu voltar a teclar.

Cavaco, NÃO!...
Maria!?... NUNCA MAIS!...

E é, ou não é verdade, que, em qualquer blogue, uma freira comunista fica sempre bem?...

quarta-feira, dezembro 14, 2005 12:50:00 da manhã  
Blogger Dogofilo said...

Meu caro BOLOREI só lhe posso dizer que está a prestar um serviço inestimável! A memória dos homens tem tendência a ser muito curta e verifico, ao ler os seus posts, como tantos dados que eu devia lembrar estavam esquecidos nas brumas. Muito obrigado!

quarta-feira, dezembro 14, 2005 9:54:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home