terça-feira, novembro 22, 2005

A VERDADEIRA QUESTÃO POR SOLVER

Há uma questão à qual Cavaco Silva nunca respondeu e que terá de responder enquanto candidato a Presidente da República.

PERGUNTA: PORQUE DECLAROU QUERER ABANDONAR O PODER EM 1994, ANTES MESMO DO FINAL DO SEU MANDATO? QUAL A VERDADEIRA RAZÃO DO FAMOSO “TABU”?

Todos conhecemos as afirmações feitas pelo próprio Cavaco Silva:


(Autobriografia Política 2)

Ou ainda as seguintes declarações:

(idem)



Mas eram estas as verdadeiras razões para se afastar do poder assim tão rapidamente?

Se assim foi...

PERGUNTA: QUE GARANTIAS TÊM OS PORTUGUESES DE QUE NÃO SE VAI O EVENTUAL PRESIDENTE ENFASTIAR COM O OPORTUNISMO DA VIDA POLÍTICA PORTUGUESA E VOLTAR A CRIAR UMA CRISE POLÍTICA?

PERGUNTA: SERÁ “OPORTUNISMO POLÍTICO” SINÓNIMO DE CORRUPÇÃO? QUE CONHECE CAVACO SILVA SOBRE ESSE “OPORTUNISMO POLÍTICO”?

PERGUNTA: SERÁ QUE O “OPORTUNISMO POLÍTICO” ACABOU? ESTÁ JÁ DOMINADO?

PERGUNTA: OU HAVERÁ OUTRAS HISTÓRIAS QUE ESTÃO POR CONTAR? QUE HISTÓRIAS DEVE O CANDIDATO CAVACO SILVA CONTAR AO POVO PORTUGUÊS? NÃO DEVE O CANDIDATO CONTÁ-LOS AO POVO PORTUGUÊS?

A pose do pensador

(porque será sempre a mesma? Será o afago do queixo o "órgão pensador" do ser humano?)



QUESTOES ACTUAIS

O ex-primeiro ministro Cavaco Silva abandonou o poder em 1994, cansado dos “comportamentos oportunistas e mesquinhos de alguns dirigentes partidários” que lhe provocavam uma “crescente sensação de fastio” (Autobriografia Política 2). Então...


PERGUNTA: O QUE PENSA O CANDIDATO DO FACTO DE UM DEPUTADO DO PSD MADEIRA SER PROPRIETARIO EMPRESA QUE CONTRATOU EM EXCLUSIVO OS ARTISTAS PARA AS FESTAS PAGAS, EM 2004 NA MADEIRA, COM 3,4 MILHOES DE EUROS DE DINHEIROS PUBLICOS. (ver Publico, 22 Nov 2005, pag 12)


PERGUNTA: ACHA QUE ESTA SITUAÇÃO NÃO É DO CONHECIMENTO DO PRESIDENTE DO GOVERNO REGIONAL, ALBERTO JOÃO JARDIM? O QUE ACHA QUE ELE DEVIA FAZER?

  • O famoso organizador do LiveAid e Live8 criticou a diplomacia portuguesa por estar a alinhar com a maioria dos Estados Europeus, em nada fazer para acabar com a fome em África. Designadamente, nada fazendo para que a próxima ronda das negociações da Organização Mundial do Comércio acabe com o proteccionismo europeu aos produtos africanos.


    PERGUNTA: O QUE PENSA O CANDIDATO DESTA SITUAÇAO? DEVE PORTUGAL INCENTIVAR A EUROPA A DESARMAR AS SUAS BARREIRAS E AUMENTAR O DESEMPREGO NACIONAL? OU DEVE CONTRIBUIR PARA ACABAR COM A FOME EM AFRICA, ESTIMULANDO A SUA PRODUÇAO, EVENTUALMENTE CONCORRENTE DE PORTUGAL?
  • A Associação Industrial Portuguesa veio a terreiro defender os investimentos na construção de um novo aeroporto da Ota e que “está por demonstrar a vantagem competitiva de Lisboa, resultante da localização da Portela”. Aliás, esta posição surge precisamente quando foi divulgado o estudo dos consultores (NAER), pagos pelo Governo, a dizer que é inelutável o investimento na Ota, porque o aeroporto da Portela entrará em ruptura a partir de 2020. Não é uma coincidência? Em política não há coincidências: Será que têm interesses em comum... Quais poderão ser?


    PERGUNTA: O QUE PENSA O SENHOR CANDIDATO DESTA CONCERTAÇAO DE POSIÇOES? E O QUE PENSA DESTE INVESTIMENTO NA ACTUAL FASE? O QUE PENSA DOS PRESSUPOSTOS DE TRÁFEGO PARA O AEROPORTO DA PORTELA? ESTÃO AS CONTAS FEITAS À MEDIDAS DAS CONCLUSÕES A RETIRAR?

Venham de lá essas respostas, senhor candidato...

3 Comments:

Anonymous Anónimo said...

“Em Portugal a Alma dos Mortos não ilumina as resoluções dos Vivos, porque o Dr. Oliveira Salazar ainda não reencarnou” – Quitéria Barbuda in “O Desejado”, Revista “Espírito”, nº 17, 2005.

www.riapa.pt.to

segunda-feira, novembro 28, 2005 8:40:00 da manhã  
Blogger JAC said...

Por falar em silêncios, Dr. Mário Soares, nós aguardamos explicações…

http://sal-portugal.blogspot.com/2005/11/portugal-tem-o-direito-de-saber.html

Sal de Portugal
(Diário do adeus aos Cigarros)

http://www.sal-portugal.blogspot.com/

terça-feira, novembro 29, 2005 4:22:00 da tarde  
Blogger Grand Vizir said...

O "ruído" de fundo que a direita revanchista está a produzie serve apenas para envolver o Cavaco num manto de euforia populista que não ouve, nunca leu e nada entende.
A histeria da revolta contra o primeiro governo que está a conduzir verdadeiras reformas na política nacional, serve-se deste cavalo de troia, desta lebre, para voltar a mesa e manter os privilégios de hoje e recuperar alguns que perderam depois do 25/4.
É preciso denunciar esta manobra e saúdo vivamente o teu blog!

quinta-feira, dezembro 01, 2005 9:47:00 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home